quinta-feira, 9 de agosto de 2012

Casamentos e batizados, só vão os convidados!

Uma amiga de longa data vai casar. Comunicou-nos muito antes de entregar o convite, tudo muito bem, claro que íamos, já eles também vieram ao nosso casamento. Aliás, nem era preciso convite! :)
No fim-de-semana passado vieram entregar-nos o convite, um "pro forma" apenas, pois já estávamos mais que convidados; abrimos mas nem prestámos muita atenção ao texto, pois já sabíamos a data, a hora, o local, etc.
Só depois de eles irem embora é que estivémos a ver o convite com atenção e no fim dizia: o convite não é extensível a crianças. WHAT?!

Bem sei que uma festa, seja um casamento ou outra qualquer, se aproveita muito mais se não tivermos de tomar conta dos nossos filhos. Bem sei que estaríamos muito mais descontraídos e descansados. Talvez até no fundo saiba que não foi com má intenção que as crianças foram excluídas da festa. Mas... posso ser eu a decidir se quero estar descansada e sem os meus Minúsculos numa festa?

Quais são os pais que se sentem bem a ir a uma festa da qual os seus filhos foram excluídos? O meu primeiro pensamento foi "Se os meus filhos não são bem vindos, porque raio hei-de eu ir?"

Não entendo esta exclusão. Por acaso acharão os noivos que as crianças lhes vão dar trabalho a eles? No meu caso garanto que não, se levo os meus filhos para festas é para tomar conta e me responsabilizar por eles. E aliás, as crianças divertem-se imenso num casamento umas com as outras quando já andam e correm. Fartam-se de brincar, dançar, conhecer pessoas novas, outros meninos.

Achei de mau tom esta exclusão, não me sinto desejada numa festa da qual os meus filhos foram excluídos e não quero mesmo ir. Teria com quem os deixar se assim desejasse, os avós, os tios e os padrinhos quase que se arranham para ver quem fica com eles! Repito: se assim desejasse e não quando me é imposto. Detesto imposições e esta é de muito mau tom, na minha opinião.

O meu problema agora é: como é que dizemos que não vamos por causa disto?

33 comentários:

Sentada na ponta da lua disse...

Nunca vi tal situação e acho até um pouco incongruente. Afinal um casamento é o primeiro passo para criar uma nova família!
É exclusão... podem ter os seus motivos, mas também não compreenderia.
Desculpa a intromissão... mas não consegui ficar calada!!!

Vânia e Mariana disse...

Eu não consigo entender esse tipo de pensamentos....Poque se exclui crianças? Não sei, não entendo, e também não ia...
Tenho um casal amigo que sempre festejou os anos e nos sempre fomos, até que nasceu a Mariana, e eles tabme´m tem uma filha, e os convites passarama ser so para adultos....Ora muito bem, não fui a uma unica festa mais, e já nem sou convidada :)
Se morria por deixar a MAriana nos meus pais? não...eles até adoravam, e ela nem se fala...Já a deixei um fim de semana inteiro para festejar os 5 anos de casada em Paris, mas por opção minha e não por imposição.....
O que dizer? a verdade é sempre a melhor opção.....Se vais ser criticada? vais, mas se te sentires bem com a tua consciencia.


beijinhos,

Marlene, Simão e Martim disse...

A sério?
Estou como tu se os meus filhos não são bem vindos eu também não.
De muito mau gosto esse convite.
Sê sincera com o casal, é a melhor maneira penso eu.
Beijocas

Rita disse...

Para mim isso não faz sentido nenhum. E aquilo que tenho visto em casamentos é que os noivos até contratam uma animadora só para estar com as crianças, ou seja, acaba por ser uma festa paralela para eles também.

Rainha disse...

Estou como a Rita: não faz sentido. Talvez devesses falar com os noivos e tentar entender as razões...

mãe pimpolha disse...

Dizes que não tens onde deixar os filhos e eque eles são uma extensão da vossa família. Juro pela minha saúde que nunca vi nada assim, a minha alma está parva. Olha eu ter posto isso nos meus convites? LOL
Eu dizia isso mesmo, olha eu não vou, sabes, é que não vou a lado nenhum sem os meus filhos.
Beijocas

Fi disse...

Já tive um igual o ano passado e não fui. Pelas mesmas razões que tu! Se a minha filha não era bem vinda eu tb não. A festa é deles, eles é q sabem, mas não acho coerente porque há pais, como eu, que têm dificuldade a arranjar quem lhes fique com os filhos! No teu lugar se não fosse dizia claramente as razões, não têm de ficar ofendidos, aliás a única ofendida aqui serias tu. É quase como dizer q tu podes ir mas o teu marido não. Seria igualmente ofensivo!

Anónimo disse...

Olá, tens de dizer que não vais exactamente pelas razões do convite. Não tentes ser politicamente correcta para manter uma amizade. É dizer que és mãe e que tu é que decides se queres levá-los ou não e que eles fazem parte da tua família. Basicamente o que os outros comentários já te disseram. É mais difícil para ti, pois trata-se de amigos chegados e não familiares distantes e que talvez não estivesses a pensar em ir, mas tens de dizer a verdade. Tu não estás errada, eles estão, e muito.

IsabelCunha disse...

Estou estupefacta... se fosse eu dizia que não ia, porque não queria excluir os meus filhos...

Silvana Santos disse...

Sem palavras :0

Anónimo disse...

em vez de usares um blog para dizeres mal dos teus amigos, ias era dizer esta cantilhena toda na cara deles..
alem disso a vossa presença é indiferente de certeza..lol

Full-time Mom disse...

"Saboreai e vêde" a sapiência do comentário anónimo acima!!! ah ah ah

Mara Quinta disse...

Não tenho palavras... Nunca recebi um convite assim e se recebesse não ia mesmo... e explicava porquê. Juro que não percebo esta nova moda de considerar as crianças "empecilhos" ou incómodos...

Anónimo disse...

Olá
Penso que o casal deveria ter falado abertamente sobre o assunto aquando da entrega do convite, pois não é uma situação vulgar.
Penso que, esta situação deveria ter ficado explicada. Talvés tenha sido por razões economicas. Casei à pouco e sei os preços. Não me choca. Talvés por não ser mãe. Acho que a festa fica mais calma e mais intimista...não sei exactamente os motivos do casal. Acho que se tem essa opinião sobre o assunto, tem todo e direito.Se são amigos devem resolver as diferenças p não ficar mal entendidos e ressentimentos. Eu no meu caso, não exclui crianças mas tive de fazer uma escolha mto rigorosa das pessoas por questões económicas.Sinceramente por não ter filhos faz-me confusão ter muitas crianças em casa e penso que os pais também têm que aceitar o caso das pessoas que não têm filhos serem menos tolerantes a confusão em casa. é o meu caso. Tudo se resolve com uma conversa franca. Vá ao casamento e aproveite esse momento a 2.

Mum's the boss disse...

já me aconteceu, percebi e disse que ia caso a minha filha fosse. se assim nao fosse, nao me apetecia. assumi-me, tal cm eles se assumiram. e fomos todos ao casamento. Pra quê estratégias de resposta? Assume-te! Eles nao sabem cm é. Um dia vao saber. E ou vao continuar a pensar igual ou mudam de ideias. é com eles. E tu, trata de ti!
Beijo

Maria disse...

Diria de forma educada que afinal não iamos pois vi que no convite os meus filhos não estavam incluidos e visto serem a melhor parte de mim, é porque também ão devo de ir.
Nestes assuntos sou radical! Como disseste e bem, cabe-nos a nós pais decidir se devemos de levar ou não os nossos filhos e não a outros...~
Nunca me aconteceu um convite destes mas se surgisse... não sei não mas acho que deixaria de ver os meus amigos com os mesmos olhos...
Beijinhos...!

Ana Lemos disse...

Eu vou aqui contrariar os comentários...quando casei tambem pedi aos meus convidados que não levassem crianças (se de todo fosse impossivel sim, mas que pelo menos tentassem)...aqui a diferença foi que falei com todos e pedi, nao escrevi no convite...
As crianças nestas festas de grandes chateiam-se e cansam-se muito rápido... é verdade passado pouco tempo estao a pedir para ir embora ou com uma birra enorme de cansaço e sono.
Nós nem nos divertimos, como é suposto nesta festa enorme que é o casamento, e acabamos por sair mais cedo do que até queriamos só por causa disso.
Muitos dos sitios nem estao preparados para ter crianças...ou têm escadas, ou piscinas e lagos ou uma lista infidável de perigos que nos fazem estar sempre alerta e nada descontraidas.
Os casamentos que têm babysittings ajudam, mas mesmo assim passamos a vida a ir lá ver se está tudo bem...e acabamos por nos esquecer o que de facto fomos ali fazer...que é brindar e festejar a nova vida de duas pessoas, que essas sim nesse dia deviam ser o centro das atenções...
Acho mesmo melhor para todos, para eles, para nós e para os noivos...
Sou mãe de duas filhas e para este tipo de festas prefiro não levar..
Beijinhos a todas

mãe pimpolha disse...

Tu pensas tens uns anónimos que te adoram, perseguem-te por todo o lado. É só amor, lol.
Beijocas

mãe pimpolha disse...

Lembrei-me de outra coisa, o meu Edu ainda só foi a 3 casamentos, mas acho que ele se divertiu mais que qq adulto que lá andasse. Os miúdos lá se aborrecem se existirem outras crianças para se divertirem. O último foi o do meu irmão, havia insufláveis e animadoras, mas mesmo que não houvesse, ele andou para lá a correr atrás dos outros miúdos encantados da vida. Adormeceu exausto, mas feliz era quase 1h da manhã no carro.
Continuo na minha, eu não ia a um casamento onde os meus filhos não fossem desejados.
Beijocas

Anónimo disse...

oh rapariga tu nao fazes falta no casamento, e por mto q queiras nunca teras um blog para fazer dinheiro lol

Full-time Mom disse...

Oh Ana Lemos, achas então que excluíram os meus filhos a pensar no meu bem? Isso não faz qualquer sentido, e para zelar pelo meu bem estou cá eu!

Pimpolhita, os meus anónimos são um mimo, então este último...

Caro anónimo tomara eu não ser bem vinda no casamento, não me tinham convidado e era uma pipa de massa que poupava. Sim, porque não ganho dinheiro com o blog! Mas, espera lá... será por não me identificar? Será por não ter fotos pessoais a torto e a direito? Será por não fazer do blog uma montra de tudo quanto é marca e loja?!!! (Djizas...)

Anónimo disse...

Eu só levo os meus filhos a casamentos de familiares muito próximos (irmãos, padrinhos deles). Dos casamentos dos amigos quem os exclui assim que recebo o convite sou eu! Eles não acham piada nenhuma à roupa de festa, à missa em silêncio, ao tempo interminável que levam para comer...Além disso eu e o meu marido aproveitamos para estar com amigos sem preocupações com crianças, horas, birras, sonos, nódoas...

Kiki - Família de 3 e 1/2 disse...

Meninas, tal como a Ana Lemos, eu também não convidei crianças para o meu casamento.
Por várias razões! Por uma questão de logística, por uma questão de facilitismo. Meu? Sim! Meu! Afinal de contas a festa é minha ou dos meus convidados? Além de que, teria de contar com lugares para as crianças nas mesas e isso ia "estragar-me" o mapa das mesas e a distribuição das pessoas.
Há é formas de o fazer! Eu nunca escreveria isso no convite! Falei com as pessoas que tinham filhos pessoalmente e disse: Tenho uma babysitter para as crianças, mas preferia que não fossem por isto ou por aquilo!
A minha menina das alianças foi para casa depois da missa e os pais agradeceram! Aliás, todos os meus amigos compreenderam e agradeceram porque assim puderam ficar até ao fim e divertir-se!
No ano passado fui a dois casamentos com os meus filhos e jurei para nunca mais! Nem eu nem o meu marido nos divertimos. Eu jantei com a Gigi no colo porque ela já estava de rastos e a ficar birrenta. E os saltos e o vestido com as crianças ao colo e a ter de dar sopas e mudar fraldas em sítios desconfortáveis! Além de que as pessoas não têm de aturar as birras dos meus filhos!


E já agora, respondendo à Vânia e Mariana, eu também não convido crianças para os meus anos! Se deixo os meus filhos com os avós para eu estar à vontade, não tenho de ter os filhos dos meus amigos a fazer birras ou a correr à volta da mesa. As crianças preferem mil vezes ficar em casa e ir para a cama cedo, do que aturar um bando de adultos que prefere estar à conversa do que a brincar com elas. Para isso, faz-se um lanche num parque. Os adultos têm de tirar tempo para estarem apenas entre adultos sem terem de tratar de fraldas ou falar de maminhas e cocós.
Faz bem à alma! :)
Não acho mal nenhum os noivos não quererem crianças, há é que saber fazer as coisas.

Full-time Mom disse...

Oh Kiki, em relação a festas de anos aconteceu-me mais ou menos o contrário com um casal amigo, não gostei que viessem sem filhos! Imagina tu que têm dois filhos com 6 e 4 anos e eu convidava-os aos 4 para os anos dos Minúsculos. Vieram quando o Minúsculo fez 1 ano e trouxeram os filhos, depois quando fez 2 já não trouxeram. Depois a Minúscula fez 1 ano em Abril e o Minúsculo fez 3 em Maio, eles mais uma vez vieram e não trouxeram os miúdos! Agora quando fizeram 2 e 4 anos já não os convidei. Quer dizer, vinham para as festas de anos das crianças e não traziam as deles, a quem o convite era principalmente dirigido?!!! E eu faço sempre festas com almoço, a horas decentes, tenho actividades para os miúdos... Parece que vinham só para "encher o bandulho" e nem as crianças traziam para se divertirem na festa! Não gostei!

akombi disse...

Ė estranho, não fosse para mim o casamento uma festa da família, e amigos são familia. Será uma forma de contenção de custos? Nada como falares com os teus amigos para entenderes a razã.

Por aqui as minhas filhas nunca foram a um casamento, nem batizado, temos uma familia envelhecida e amigos proximos já casados, por vezes as minhas filhas questionam-se como serä assistir a um casamento.

Vanessa Kirnicki disse...

No Canada isso acontece muito, as criancas nunca participam dos casamentos. Quando o filho do meu patrao se casou, ele meteu o mesmo no convite, tambem nao me importei muito porque os casamentos aqui normalmente sao a partir das 6 da tarde e duram ate as tantas da noite. Mas quando cheguei a festa e vi que a familia dele toda tinha levado os filhos. Nao fiquei nada contente.
O que provavelmente vai acontecer no casamento da tua amiga. Ela de certeza que nao vai excluir as criancas da familia dela.
Por tanto, se nao convidam o meu filho nem vale a pena convidarem me a mim.

Beta disse...

Pois, acho que entendo o porquê da exclusão mas, tb não iria. Levo sempre o meu filho a festas de casamento, baptizado e afins. (e tb teria com quem o deixar!) O Tomás já foi a uma data de festas dessas, o primeiro casamento dele tinha pouco mais de 1 mês, o último baptizado foi há 15 dias. Ele diverte-se sempre e, quando deixa de o fazer, também é sinal que temos que vir embora. Então, festas de aniversário de crianças, sem ele, só por motivos de força maior. :S Mas lá está, cada um faz como entende, há que tentar compreender. Se não queres ir sem os teus filhos, diz directamente. Não me parece que seja ofensivo e, mesmo que seja, olha que se dane. :)
Beijos

Mary QA disse...

Hoje comentaste no meu blog, e por isso vim espreitar o teu, e inicio-me já nos comentários.
A mim sinceramente não me faz confusão, acho que apesar de sermos uma família somos pessoas separadas, e se os noivos querem dar uma festa sem criançada a correr à volta da mesa têm todo o direito - acho é que, uma vez que entregaram o convite pessoalmente, deveriam ter dito.
Sou super a favor dos programas em separado, e a mim pessoalmente não me ofende nada que não convidem os meus filhos para determinado evento.

Full-time Mom disse...

Fizeste muitíssimo bem Mary, vir cá! :)

Sofia disse...

A primeira vez que soube de um casamento em que pediram para não levar os filhos senti-me chocada.
E continuo chocada.
Peço desculpa às meninas que são "pró" não levar as crianças a casamentos, mas -felizmente- as crianças não são "coisas". Não são uns saltos altos que incomodam e que fazem doer os pés ao final do dia. Não são um vestido que nos aperta e nos deixa desconfortáveis. Não são um penteado que nos repuxa o cabelo. E, se levamos todas estas coisas para um casamento, porque é que não levamos os nossos filhos?
Sim, as crianças fazem birras, sim, andamos a correr atrás delas, sim, provavelmente vamos passar a missa a entrar e a sair...mas as crianças fazem parte do mundo, da vida...FAZEM PARTE DE TUDO, com barulho, com birras, com o que seja. Por essa ordem de ideias, havia muita gente que não se convidava para o casamento: o tio do marido que nos "gala" as pernas mais do que devia, os avós que levam uma eternidade a caminhar a sentarem-se, a tia que fala alto, a prima que é uma rameira...
O argumento que não eles não se divertem também não me parece muito válido, afinal também não se divertem em inúmeros sítios para onde os levamos. Há que habituar as crianças de pequeninas a "saberem estar" senão nem com 15 ou 17 anos vão querer ir a casamentos, afinal a missa é uma "seca" e "nunca fomos, porque é que agora temos de ir?"
A resposta que dei quando me pediram para não levar o filho foi: "Não há problema, deixo-o no carro com uma vasilha de água e a janela um bocadinho aberta para ele respirar!" Os noivos ficaram ofendidos com o meu comentário sarcástico, mas serviu que nem uma luva.
Bjs

Full-time Mom disse...

Tu compreendes-me Sofia! Um dos meus objectivos quando levo os meus filhos para restaurantes, festas, à missa (sim, nós vamos à missa!), quando os sento connosco à mesa desde sempre, é para que aprendam a estar e a comportar-se nessas situações, desde cedo. :) Beijinhos

A mamã da Beatriz... disse...

lololo o ultimo casamento a que fui estava grávida. Tal como outra senhora falou a minha familia é pequena, envelhecida e quem era para casar já casou. Eu cá gosto de ir a casamentos, levei a Beatriz a um batizado, mas só depois da missa. Aí preferi participar na missa, no batismo com atenção. Era do filho de uma grande amiga,mas assim que saí da igreja fui buscar a baby tinha 9/10 meses e não foi c+a nada cansativo! pelo contrário, como ela sempre foi muito risonha e de ir para o colo de toda a gente, andou ao colinho de toda a gente, ia-me permitindo que pudesse comer, ir ao wc. Mas sejamos francos, um casamento é uma coisa longa e é mto cansativo para uma criança.Agora se os pais estão dispostos a levar as crianças que as levem! No teu caso dizia diretamente à pessoa que não iria, pois os teus filhos fazem parte da tua "casa" e se os pais são convidados e os filhos são pequenitos voces acham que eles devem ir também. Depois v~es a reação da pessoa!!!
(Já agora...esse casal pretende constituir família???)

Maria João disse...

Mas porque é que não me lembrei disso no meu casório???? Ahahah. Desculpa, mas ri-me muito e até nem acho má ideia de todo, embora não seja de muito bom tom, é verdade. Eu sou sincera, não levo os meus filhos a casamentos. Só mesmo se não tiver com quem os deixar. A minha filha de 4 meses foi ao meu casamento pelas razões óbvias que não tinha com quem a deixar. Acho que casamentos não é sitio para crianças, para o bem delas e dos pais. Mas daí até colocar isso no convite...Acho que os pais é que têm que decidir.